No final

Cabeça cheia de problemas, aflições, decepções.
Nada melhor do que ouvir uma boa música e dedicar todo teu pensamento a interpretação que você irá dar para cada frase cantada, cada melodia ecoada – cada acorde como sendo parte dos teus pensamentos.

Só assim eu consigo me refugiar. Me esconder dessas tais aflições. E digo isso não com o sentido de ‘fugir dos problemas’, mais sim em buscar soluções para tais.

Nada de me afogar em bebidas. Nada de me afobar em pensamentos negativos. Quero é o doce sabor da vitória. E trago das derrotas uma única lição: a de nunca desistir.

Não existe um campeão sem antes existir um derrotado. E isso eu levo na mente para que ela não me faça cair diante da minha própria competência de mudar, querer e conseguir.

Irei vencer. Nem que seja no final.

Anúncios

Sobre sobreamente

Como um admirador nato da Arte e Cultura, analiso o mundo com base no comportamento humano e peço licença para expor a minha opinião. Costumo me enxergar como apenas mais um ilusionista nesse mundo tão caótico. Abraço!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: