A lingua dos anjos…

No que acreditar?

E de repente você se ver ao longe. Caindo, implorando perdão por tudo que fez… e o que não fez.
Chega a doer dentro de você, talvez até ecoando gritos e lamentações. Todo o resto que antes até fazia sentido.

No que acreditar? O que tentar? Por que tentar? Por quem tentar? Porque?

Enxergando vultos, ouvindo passos e buscando uma saída desse labirinto sem fim.
Tentando distorcer tudo já vivido. Soltando os pedaços dos sonhos, assistindo o que antes fazia sentido.

Por que acreditar?

Por que insistir nesses sonhos tão absurdos?

Talvez a busca em ser absurdo, em vencer o impossível, em ultrapassar o instante do agora… tentando se encontrar… tentando até se multiplicar…

Tentando viver, sobreviver… e nos ecos do desespero enxergar as possibilidades refletidas em desejos…

Acredito.

“Ainda que eu falasse
A língua dos homens
E falasse a língua dos anjos,
Sem amor eu nada seria.”

Sempre vou acreditar.

Anúncios

Sobre sobreamente

Como um admirador nato da Arte e Cultura, analiso o mundo com base no comportamento humano e peço licença para expor a minha opinião. Costumo me enxergar como apenas mais um ilusionista nesse mundo tão caótico. Abraço!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: