Sou!

Sou o que sou desde quando passei a mentir pra mim.
Sou desse fel, desse doce e desses provérbios.
Sou um tolo e sabido das coisas eu me escondo.

Sou amante do tempo e descrente à suas percepções.
Sou, ao final, apenas um sorriso intrínseco.
Sou reflexos do que nunca consegui.

Sou essa dor, esse ardor, essa lamentação sem fim.
Sou a reticências do final…
Que final?

Enfim…

Anúncios

Sobre sobreamente

Como um admirador nato da Arte e Cultura, analiso o mundo com base no comportamento humano e peço licença para expor a minha opinião. Costumo me enxergar como apenas mais um ilusionista nesse mundo tão caótico. Abraço!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: