Adeus, Você…

Acho que eu vou conseguir quebrar definitivamente todos os falsos espelhos ao meu redor.
Se sorrisos, se lágrimas, se palavras, se poemas, se músicas não te fizeram enxergar
Cabe então ao escritor desistir, pegar seus sonhos e se mandar…
Talvez o risco de querer imaginar, de acreditar e de talvez conquistar, tenha feito ele o pobre coitado de uma história que nunca deveria ter começado.

Hoje sobra ilusões, confusões… frustrações.  Agora é economizar no riso, no olhar, no pensar, no desejar e evitar que sonhos semelhantes ao da última noite se repita… e que esta última canção seja de fato a última tentativa falha de alguém que sempre só desejou ser feliz.

Reparto.

 

Por Cleyton de Paula
Anúncios

Sobre sobreamente

Como um admirador nato da Arte e Cultura, analiso o mundo com base no comportamento humano e peço licença para expor a minha opinião. Costumo me enxergar como apenas mais um ilusionista nesse mundo tão caótico. Abraço!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: