Nada mais…

Chega uma hora em que a dor faz o homem chorar feito menino, e o menino chorar desejando ser homem grande.
Tem horas em que horas são na verdade brincadeira do Tempo Rei, aquele que manda e desmanda no seu “Eu” louco, o mesmo que busca às vezes implorar atenção de quem apenas te ver como ‘apenas mais um alguém’.

Tem horas que falta rima, poesia, refrão.
Assim como, também, tem horas que o melhor pra gente é o silêncio da solidão.
Silêncio esse que talvez seja um convite para você, enfim, buscar se encontrar dentro de si…
Tem hora que o ideal não é desistir, mas sim apenas não mais insistir…

Nada mais…

 

Por Cleyton de Paula
Anúncios

Sobre sobreamente

Como um admirador nato da Arte e Cultura, analiso o mundo com base no comportamento humano e peço licença para expor a minha opinião. Costumo me enxergar como apenas mais um ilusionista nesse mundo tão caótico. Abraço!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: