A Falta que a Falta Faz

A falta do saber sentir falta torna ele vulnerável a tolices.
Sempre fala dessas coisas normais da vida, mas engana-se quando diz estar correto em fugir.
Ela por sua vez apenas ignora tudo que há entre o ponto inicial e o futuro fim.
Não percebendo que és agora uma doença aparentemente sem cura. Que vai e volta, tornando-o mutável, incansavelmente sensível ao seu sorriso. Um louco vivendo em um mundozinho nada mais nada menos do que normal.

Todo dia esse fato se repete. O tempo todo há ali uma busca pela paz interior, esta, por sua vez, perdida desde a primeira vez em que ele enxergou seu sorriso.
Hoje cada vez mais sem sentido, com um beijo cada vez mais insípido.

Anúncios

Sobre sobreamente

Como um admirador nato da Arte e Cultura, analiso o mundo com base no comportamento humano e peço licença para expor a minha opinião. Costumo me enxergar como apenas mais um ilusionista nesse mundo tão caótico. Abraço!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: