Vai Girando…

O mundo e as pessoas são realmente algo que se completam. O mundo é enorme e há muitas coias as quais nós, seres humanos, ainda precisamos descobrir e/ou entender. Da mesma forma eu penso no SER humano. O homem ao nascer vai aprendendo que deverá sempre sonhar e buscar alcançar objetivos para ter uma vida melhor, digna. Ou não. Ou seja, ele em todo seu tempo busca sempre descobrir algo novo para si, e/ou entender. O homem é ciente sim que não é completo…

Porque estou falando isso? Para justificar a mim o que tenho percebido nas pessoas. E posso dizer: Tenho medo delas!
Sim, medo. Medo porque realmente as pessoas são mutáveis diárias, elas buscam sempre algo que lhe proporcionem prazer, sempre direcionando a si o que lhe remete poder. O ouro dos séculos passados, quando pessoas lutavam para ter, é visto hoje até como algo normal, mas o poder e/ou “ser forte” ou “ser melhor” está bem visível.

Há pessoas que sabem interpretar o que o mundo oferece, mas há também pessoas que simplesmente ignoram aquilo que não lhe afeta diretamente em termos de créditos. Se algo não lhe proporciona prazer ou não valoriza a sua imagem, de repente até explicitar isso, ela simplesmente vai dizer: Não.

Infelizmente o mundo está cheio de pessoas usando máscaras, buscando sempre lançar no seu próprio universo energias definidas apenas como ‘particulares’.

Há muito tempo eu venho buscando fazer o que gosto na cidade onde moro. Buscando não me prostituir a esse mundo caótico e hipócrita o qual estamos expostos e condenados a viver. Infelizmente nesse mundo eu acabo sendo inocente a ponto de confiar demais nas pessoas, valorizar demais elas e no final percebo que realmente não tenho valor nenhum.
Chego a sentir um pouco de revolta porque tenho consciência do meu papel, do que fiz e do que sou capaz de fazer, mas me entristeço ao me deparar com atitudes mesquinhas as quais vejo apenas como meta para me derrubar e acabo transformando a revolta em uma decepção gigante… com potencial suficiente para me fazer desistir de tudo.

A grande pergunta é: Por que?
O que eu faço que deixam tanto essas pessoas enraivecidas comigo? Por que incomodo? Porque ajo? Porque busco realizar meus objetivos? Porque busco realizar meu sonho? Porque gosto de agir? Porque sou inquieto e desejo ver minha cidade movimentada?

As pessoas criaram uma imagem completamente errada de mim. E isso infelizmente ta me destruindo por dentro e por fora. Será a hora de dizer “ok, vão em frente!” ou ser pequeno a ponto de não ser percebido e assim crescer?

Não sei o que fazer… =\

Anúncios

Sobre sobreamente

Como um admirador nato da Arte e Cultura, analiso o mundo com base no comportamento humano e peço licença para expor a minha opinião. Costumo me enxergar como apenas mais um ilusionista nesse mundo tão caótico. Abraço!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: