Sou tempestade

Sou tempestade | Por Cleyton de Paula | Foto: Autor desconhecido

Eu sou uma tempestade.
Há uma tempestade dentro de mim.
De manhã, sou nevoeiro.
Ao entardecer, sou o fim.

Sou gigante lá no céu.
Levito como um balão amarelo.
Mas sou azul, raivoso.
E nada discreto.

Faço-me entre caos.
Abraço-me na solidão.
E na solidão chuvosa,
escorro no horizonte e além.

Vou além, desejando o caos.
É onde vivo, bem assim.
Inquieto.
Quase sem fim.

É na certeza das incertezas
Que crio meus monstros e trovões.
Avanço dentro do medo.
Evocando cada vez mais ilusões.

Sou tempestade,
Sou um ilusionista.
E vivo na certeza que o amargo de hoje
pode estar doce amanhã.

Sou uma simples tempestade.

Por Cleyton de Paula

Página inicial | Meu Facebook

Anúncios

Sobre sobreamente

Como um admirador nato da Arte e Cultura, analiso o mundo com base no comportamento humano e peço licença para expor a minha opinião. Costumo me enxergar como apenas mais um ilusionista nesse mundo tão caótico. Abraço!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: